Início » MTB News » Brasileiro compete no país pela primeira vez como número 1 do ranking mundial de mountain bike

PARCEIRO/CONTEÚDO EXCLUSIVO

Banner Premium para Anunciantes/Ocasiões Especiais

Banner premium destinado a anunciantes/ocasiões especiais.

Recomendável utilizar formato simples e responsivo.

Posicionado em todas as páginas do site.

0 comentário(s)

21 de outubro de 2020

Gabriel

Henrique Avancini defende o título de campeão nacional entre 30 de outubro e 2 de novembro; no feminino Letícia Cândido é a detentora do título.

A segunda edição do MTB Festival, entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, em Mairiporã, na região metropolitana de São Paulo, colocará em jogo três importantes títulos do mountain bike nacional.

Além do Cross Country Olímpico (XCO), que é principal modalidade por ser uma disputa inserida nas Olimpíadas desde 1996, haverá ainda as definições dos campeões brasileiros de E-Bike e Short Track (XCC) – o que só aumenta a importância do evento que nasceu no ano passado e já um dos maiores do País no ciclismo.

Um dos grandes destaques da competição é o fluminense Henrique Avancini.

Apontado por muitos como o maior nome do ciclismo brasileiro em todos os tempos, Avancini atualmente é o número 1 do ranking mundial, após ter feito história na Europa no fim de setembro, quando conquistou, de forma inédita para o Brasil, uma etapa da Copa do Mundo de MTB XCO. Ele possui 14 títulos nacionais no XCO, e chega ao MTB Festival 2020 no melhor momento da carreira.

No feminino o destaque é a mineira Letícia Cândido, dona dos três títulos de cross-country. Os dois chegam em alta a Mairiporã, onde a competição acontece: o homem e a mulher a serem batidos na disputa que está marcada para o sábado (31/10). Enquanto o feminino larga às 11h30, os homens vão à pista logo em seguida, às 13h30.

“O primeiro passo após voltar ao Brasil foi de dar uma descansada na cabeça. Consegui trabalhar bem nesta temporada, alcancei um dos objetivos que era vencer uma Copa do Mundo no XCO. Tirei isso do caminho. Gostaria muito de ganhar o Brasileiro, porque não sei se em 2021 conseguirei competi-lo, porque será uma semana antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Quero muito começar a próxima temporada, se eventualmente eu ainda estiver top 1 do ranking, como campeão brasileiro. Continuar competindo com a bandeira do Brasil no peito tem um valor enorme para mim, esse toque a mais que demonstre a minha nacionalidade tem um valor enorme”, analisa Avancini, atleta da Cannondale Factory Racing.

Já na disputa da elite feminina, Letícia Cândido chega ao MTB Festival com o peso de ser atual campeã em três modalidades do mountain bike: além do XCO, ela venceu em 2019 o Short Track e também a Maratona (XCM), disputa essa realizada também na edição de estreia do evento em Mairiporã.

“O Brasileiro é sempre muito desejado. Vou com o coração a mil, expectativas sempre positivas e boas, ainda mais quando você defende a camiseta de campeã brasileira. Estou super contente e animada, treinando bastante após as disputas do Mundial e da rodada dupla da Copa do Mundo. Muito ânimo e força.

É uma pista que sobe muito, com dificuldades técnicas naturais e algumas criadas pela organização, para elevar ainda mais o nível, como rock garden e drops. Vou para fazer bastante força, mas curtir o circuito, porque além de duro é também técnico e divertido”, pontua Letícia, atleta da Specialized Racing BR.

Além da  dupla que defende o título nacional no MTB Festival, outros grandes nomes garantiram presença na competição, como Luiz Henrique Cocuzzi, Raiza Goulão, Alex Malacarne, Giuliana Morgen, Paula Gallan e Guilherme Muller.Gratuidade para categorias de base.


Foi pensando em incentivar as categorias de base do ciclismo nacional, que a organização do evento decidiu por ofertar a gratuidade para os ciclistas mais jovens. Assim, os participantes das categorias Júnior, Juvenil e Infanto-Juvenil poderão inscrever-se gratuitamente nas disputas de ciclismo do MTB Festival.Evento fechado ao público
Diferentemente do ano passado, a competição será fechada ao público.

Apenas membros do estafe, imprensa e atletas (com apenas 1 acompanhante por competidor) poderão estar presentes – desde que seguindo regras essenciais para a entrada na arena. As regras são várias, como:- uso obrigatório de máscara para transitar na arena;- obrigatoriedade do exame de PCR para Covid-19 em um período de antecedência de no máximo 120h, ou seja, a partir de cinco dias para o início do evento;- preenchimento da ficha médica obrigatória no ato da inscrição, seja atleta, acompanhante ou imprensa.

Na entrada do evento, duas barreiras médicas serão montadas, uma para entrega do exame e a segunda para medição de temperatura. Após o encerramento das disputas, apenas três atletas subirão no pódio de cada categoria, para evitar qualquer tipo de aglomeração. Os tradicionais estandes de ativação dos patrocinadores e parceiros, neste ano, não terão montagem na arena.

O MTB Festival tem patrocínio de Jeep e Caloi.

Insira o seu endereço de email abaixo para receber conteúdo GRATUITO e EXCLUSIVO do nosso blog!

Fique tranquilo, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Últimas Publicações
Redes Sociais
Categorias

CHRISTIAN DRUMOND

Cardiologista, Pós graduado em Medicina do Esporte, Coach, Ciclista “Old School”, Apaixonado por MTB, e Fundador do Segredos do Mountain Bike.

Segredos do Mountain Bike · 2020 © Todos os direitos reservados