Quinta, 29 de Julho, 2021

0 comentário(s)

19/06/2020

Christian

Pode ser que isso já tenha acontecido com você ou com seu parceiro de pedal quando estava naquele treino forte que leva ao limite. 

Continue lendo para entender o que acontece.

Quando o ser humano faz muito esforço físico, o corpo libera adrenalina, cortisol, noradrenalina, que são hormônios aceleradores do metabolismo e do coração. 

Estas substâncias elevam a frequência cardíaca, aumentam a pressão, contraem os vasos sanguíneos de forma que o seu sistema cardiocirculatório funcione otimizado, permitindo que mais oxigênio chegue aos músculos para ser transformado em energia e força nos pedais. 

Sendo assim, toda vez que desaceleramos, seja interrompendo o esforço ou simplesmente reduzindo a intensidade o mecanismo inverso começa a acontecer e tomar conta do cenário. 

Por exemplo: concluiu uma subida difícil para o seu nível de atual treinamento e para recuperar o fôlego novamente ou esperar o restante do pelotão, você para a bike. Nesta pausa, o seu corpo percebe que o coração está acelerado, os hormônios aceleradores estão em alta, mas o seu corpo está parado, então o cérebro envia a mensagem automática “freia esse coração agora”. 

Para ter essa freada, libera-se acetilcolina (antagonista da adrenalina) que vou chamar aqui de freio do coração. Ou seja, esqueça do nome complicado, mas aprenda ao que acontece: toda vez que seu coração precisa ser freado, algumas respostas podem acontecer: 

 

  • Resposta cardiodepressora: só o coração desacelera.
  • Resposta vasopressora: a pressão cai. 
  • Resposta mista: as duas coisas acontecem, podendo uma ser mais forte que a outra.

 

Em algumas pessoas que desmaiam apresentam este último tipo de resposta.

Mas o que isso tudo tem a ver com vomitar? 

A tal substância de nome feio (acetilcolina) é liberada pelo nervo vago e por isso os seus efeitos são conhecidos como “Resposta vasovagal” e o desmaio chamado de Síncope vasovagal. 

Ela também causa uma movimentação e contração reversa do estômago e dos intestinos, causando náuseas, enjôo, cólicas e dor de barriga. Por isso, quando vomitamos, ficamos pálidos, com a pressão mais baixa e coração mais lento. É algo que mexe com todo o corpo. 

E como podemos nos livrar deste mal?

Uma forma clássica e simples de reduzir a resposta vasovagal é fazer o corpo pisar no freio de forma mais lenta e progressiva. 

Se você está fazendo uma atividade com intensidade elevada, não interrompa de forma repentina, diminua gradualmente o esforço, continue pedalando leve por um tempo ou se for na academia, caminhe durante o tempo de recuperação entre os exercícios para evitar que ocorra essa resposta vasovagal.

Assim você evitará os vômitos, enjôos e desmaios.

E aí? Gostou do artigo? Então compartilhe com sua turma e grupo de pedal! 

Confira nosso Treinamento online para ciclistas de MTB e suba de nível nos seus pedais. 

 

Para saber mais sobre o tema do artigo, acesse o vídeo clicando aqui.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Insira o seu endereço de email abaixo para receber conteúdo GRATUITO e EXCLUSIVO do nosso blog!

Fique tranquilo, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Redes Sociais
Categorias

CHRISTIAN DRUMOND

Cardiologista, Pós graduado em Medicina do Esporte, Coach, Ciclista “Old School”, Apaixonado por MTB, e Fundador do Segredos do Mountain Bike.

Segredos do Mountain Bike · 2021 © Todos os direitos reservados

Insira o seu endereço de email abaixo para receber conteúdo GRATUITO e EXCLUSIVO do nosso blog!

Fique tranquilo, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!