Início » Causos de ciclistas » Iron Biker – O Primeiro Um (Parte 2)

PARCEIRO/CONTEÚDO EXCLUSIVO

Banner Premium para Anunciantes/Ocasiões Especiais

Banner premium destinado a anunciantes/ocasiões especiais.

Recomendável utilizar formato simples e responsivo.

Posicionado em todas as páginas do site.

0 comentário(s)

6 de abril de 2018

Segredos do Mountain Bike

Causo Iron Biker, parte-2.
No causo anterior descrevi o primeiro dia de minha participação na histórica primeira edição do Iron Biker – “O Desafio das Montanhas”, nascia ali uma das mais controversas provas de MTB do Brasil e talvez do mundo. Foram 90 km em dois dias de prova indo de Ouro Preto a Belo Horizonte. Neste causo conto sobre o segundo dia.

Segundo dia: 10/10/1993 (Itabirito -> Belo Horizonte)

Na manhã do segundo dia, saímos bem cedo de BH rumo a Itabirito. A largada do primeiro atleta seria no alto do Cristo às 08:00. A sequência de largada seria feita por ordem de classificação dos atletas no dia anterior. Intervalos de 15 segundos entre atletas. O Primeiro trecho seriam 6 km começando por um Downhill(4) em zigue zague continuando por uma matinha. Eu estava preocupado.Minha bicicleta não tinha suspensão e apesar dos problemas no dia anterior, eu tinha conseguido um otimista 12º lugar na minha categoria. Acreditei que com a bicicleta já consertada eu conseguiria terminar o segundo dia com uma colocação melhor. Na primeira descida, com os intervalos mais curtos entre os ciclistas, fiz algumas ultrapassagens e mais uma vez fui me animando, mas desta vez fui cuidadoso. Fiz todo o trecho sem problema. Logo em seguida veio o deslocamento de 14 km pela estrada de terra que liga Itabirito e Rio Acima. Mais uma vez, aproveitei para descansar ao máximo. Veio então o trecho cronometrado 2, que considero como o trecho decisivo da prova. 17 km que começavam com uma forte subida de 2 km. Este segmento atualmente é conhecido como Macaco Molhado. Era um misto de estradinhas e trilhas terminando com uma descida muito rápida antes da travessia da ponte. Esta ponte não existe mais. Larguei forte e fiz os 2 km muito rápido. Passei vários. Fiquei animado. Dois me passaram. Estavam em outro nível. Nem tentei acompanhar. Concluí o trecho bem, sem sustos. Mas a falta de suspensão naquele segmento era terrível. Eu fiquei “moído” e ainda me restava o último trecho. O terceiro e último trecho era de 3 km só de subida após a ponte. Apenas as categorias masculinas Iron Biker, Cadete A, Cadete B e júnior fariam este trecho. Larguei mais uma vez forte. Pensei que conseguiria finalizar os 3 km de forma rápida, mas errei. Afoguei no meio da subida e dali até o fim foi um pesadelo. Foi doloroso ver ciclistas piores que eu me ultrapassando. Pelo menos eu pensava isso na hora. Serviu de lição para o resto da vida. Até hoje me lembro deste dia e tento manter minha respiração controlada durante todas as subidas. No final da subida ainda havia um deslocamento de 7,5 km até o asfalto de Rio Acima. Fui pedalando muito cansado, mas muito feliz. Senti-me completamente realizado independente do resultado. Minha medalha de participação já estava me aguardando no BH Shopping. Lições aprendidas:
  • Ande forte, desça rápido, mas não quebre a bike. Parece óbvio até acontecer com você.
  • Não desista fácil. Esta é a mais complicada. Explicarei isso em outro causo.
  • Não se empolgue demais com o seu ritmo em relação aos outros. Faça a sua prova.
  • Treine mais. Quanto mais treinado, menos doloroso. Claro!
  • Divirta-se na prova, independente do resultado.
Já ia me esquecendo. Fiquei em 12º lugar na minha categoria. Um excelente resultado para mim. Abraços.
(4)Downhill – Trechos de descidas bem inclinados e rápidos. Atualmente as provas desta modalidade requerem bicicletas específicas com suspensões especiais de longo curso na frente e atrás.
Gostou do nosso conteúdo ? Compartilhe com seus amigos e se inscreva na nossa lista para receber constantemente conteúdos como este.

Por: Rafael Valle

   

Insira o seu endereço de email abaixo para receber conteúdo GRATUITO e EXCLUSIVO do nosso blog!

Fique tranquilo, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Últimas Publicações
Redes Sociais
Categorias

CHRISTIAN DRUMOND

Cardiologista, Pós graduado em Medicina do Esporte, Coach, Ciclista “Old School”, Apaixonado por MTB, e Fundador do Segredos do Mountain Bike.

Segredos do Mountain Bike · 2020 © Todos os direitos reservados