Início » Dicas Gerais » Investimentos no Mountain Bike: do que você precisa?

PARCEIRO/CONTEÚDO EXCLUSIVO

Banner Premium para Anunciantes/Ocasiões Especiais

Banner premium destinado a anunciantes/ocasiões especiais.

Recomendável utilizar formato simples e responsivo.

Posicionado em todas as páginas do site.

0 comentário(s)

12 de junho de 2020

SMTB

Você começa a pedalar e, à medida que vai se apaixonando pelo esporte, desperta também o desejo de melhorar a qualidade dos equipamentos: troca quadro, pneu, roda, pedivela, suspensão, etc. 

Esse é um processo natural e até mesmo recomendado, mas como o mountain bike não é um dos esportes mais baratos, você precisa usar estratégias mais inteligentes para investir bem.

O ciclista brasileiro, em média, erra na hora desse investimento, gastando mais do que necessita, pois ele quer que sua bicicleta seja a melhor das possibilidades e só depois ele foca em treinar, se alimentar bem, participar de um desafio.

O primeiro ponto é entender qual é o seu objetivo no momento e por pelo menos seis meses a um ano. Competição? Saúde? Emagrecimento? Passeios na natureza? Qual é a sua tribo? 

O que faz sentido em qualquer situação é ter uma bicicleta que ofereça segurança, conforto, estabilidade e confiança, ou seja, uma bicicleta que não vai quebrar e não está com problemas toda vez que você precisar, para, antes de tudo, ter constância na prática do mountain bike. 

Consistência é tudo em termos de fisiologia de treinamento para ciclistas. Ter uma bike que te motiva a pedalar é importante, já que somos movidos por emoções! 

A partir daí, o peso e a performance da bicicleta fará muito mais sentido para quem está no jogo de competição. 

Sendo assim, uma bicicleta do nível 6 a 8 fará qualquer prova do Brasil, inclusive stage race como a Brasil Ride e Ultra Brou. Então, não coloque a sua bicicleta no nível 10 e se prive de ter maiores experiências.

Se você quer desempenho, além de calcular o investimento na bicicleta, considere também o investimento no treinamento em academia fora da bicicleta, um acompanhamento com nutricionista e treinamento na bicicleta com planilhas para o seu objetivo. 

Afinal, muitas vezes onde o ciclista mais erra é por acreditar que o equipamento é que precisa estar bem, quando na verdade, o investimento maior tem que ser nele. 

 

O equipamento mais importante no mountain bike é o ciclista. 

Logo, invista primeiro na sua alimentação, na estratégia de treinamento, no Eleve Sua Performance, para depois melhorar o nível da sua bicicleta.

Importante lembrar que a bicicleta de nível 10 não significa ser a mais cara, mas sim a melhor para sua condição.

Lembre-se: quando você estiver com seus 100 anos, o que terá mais orgulho de contar? 

As experiências que vivenciou? as provas que você fez, a sua superação? Ou ter a bike mais leve da galera?

Entenda e reconfigure o seu padrão de investimento no mountain bike, pedale para sempre e será muito mais feliz! 

Bikes boas virão sempre, cada uma no tempo certo: o SEU! 

Insira o seu endereço de email abaixo para receber conteúdo GRATUITO e EXCLUSIVO do nosso blog!

Fique tranquilo, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Últimas Publicações
Redes Sociais
Categorias

CHRISTIAN DRUMOND

Cardiologista, Pós graduado em Medicina do Esporte, Coach, Ciclista “Old School”, Apaixonado por MTB, e Fundador do Segredos do Mountain Bike.

Segredos do Mountain Bike · 2019 © Todos os direitos reservados