Como evoluir no MTB fora da bike?

O que mais vemos por aí é gente que acha que pedalar por duas mil horas vai realmente trazer algum resultado concreto.

Mountain Bike não é apenas um esporte. É um estilo de vida!

Você deve treinar com e sem a bike. Talvez isso seja novo para você, mas não se preocupe! Hoje você vai dominar o treinamento essencial fora da bike, em 2 passos exclusivos.

 

Trabalho corporal

 

É preciso que você dedique um bom tempo do dia ao seu corpo. Vamos dividir esse passo em 2 sub passos: musculação e alimentação.

Musculação: O vigor físico, capacidade aeróbia e o treino de alta intensidade com baixo intervalo são essenciais a qualquer biker.

Se você não aguenta ligar o turbo em apenas 9 minutos de exercício de alta intensidade, jamais conseguirá ficar por muito tempo sobre uma bike.

Este tipo de treinamento também funciona como um “medidor”. Ele te mostra se você está apto para realizar certos passos em provas de MTB.

Alimentação: Se você se alimenta de forma errada, as chances de dar errado são de 110%. Cãibras, mal estar, tontura, diarreia, etc. Estes são apenas alguns dos problemas que você enfrentará, se não se atentar a isso.

Aqui no blog, nós temos uma grande variedade de artigos sobre alimentação, escritos por especialistas da área. Material de estudo você tem de sobra!

 

Trabalho mental

 

Quantas vezes você perdeu uma prova ou foi prejudicado por causa de si mesmo?

A inteligência emocional é um fator que divide fracos de fortes, no MTB.

Existem dois tipos de situação onde a mentalidade pode te destruir numa prova: quando você entra derrotado e quando você assume a derrota antes do fim da prova.

Quando você entra derrotado: O pior tipo de situação. Aqui, você trouxe bagagem externa, que nada tem a agregar na prova. A avó que morreu, o trabalho que deve ser entregue amanhã, os compromissos inadiáveis, os problemas do casamento, etc.

Entrar assim em uma prova de MTB é difícil. O foco é completamente prejudicado e você mal consegue se concentrar. Uma forma de amenizar isso é você fechar os olhos, parar por um instante e mentalizar coisas boas.

Agradecer pelo seu dia, pensar nas coisas boas que estão acontecendo ali, perto de você, com alguém que você conhece, etc. Coisas boas atraem coisas boas.

Quando você se sente derrotado no meio da prova: Isso nada mais é do que medo + insegurança + falta de preparo psicológico para tomar decisões. Eu diria que MTB é um esporte mais mental do que físico.

Vários atletas profissionais usam estratégias para vencer seus oponentes. MTB é um esporte de estratégia.

Se você entra numa prova sem saber o que fazer, sem planejamento e, no meio da prova, você é pego de surpresa pelas atitudes dos competidores, o problema é a mentalidade.

Você está no meio da prova, cansado, e de repente chega um competidor correndo, evaporando gás e ânimo, então você já se sente derrotado, no meio da prova.

Os melhores atletas de MTB têm algo em comum: a adaptabilidade. Eles sabem exatamente o que fazer em cada situação da prova e, caso aconteça algo inesperado, eles conseguem tomar decisões rápidas para mitigar a situação.

O problema aqui é a falta de segurança, provavelmente por falta de autoconfiança, sentir que não treinou como deveria treinar e pior: não conseguir sair da caixinha.

Aqui no blog também temos textos sobre tomadas de decisão, como treinar corretamente e a mentalidade do atleta de MTB.

Já dizia um certo provérbio árabe:

“Nunca se sinta derrotado diante dos obstáculos. A cada adversidade que se abater sobre você, a cada obstáculo, por mais difícil que se apresente, faça deles um degrau para atingir um lugar melhor, com mais visão e maturidade. A derrota não existe, a não ser que você aceite. Comece e recomece sempre.”

 

Se você gostou deste artigo, inscreva-se abaixo para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail.

 

Por: Equipe SMTB